Header Ads

Fabrício Werdum explica confusão com Colby Covington

____________________________

Fabrício Werdum explica confusão com Colby Covington


Ao que parece, o nome de Colby Covington não será esquecido tão cedo entre os fãs brasileiros. Na Austrália para acompanhar o card do UFC deste sábado (18), o americano se envolveu em nova polêmica, desta vez com Fabrício Werdum, peso-pesado brasileiro que fará a atração principal do evento contra Marcin Tybura.

Através de suas redes sociais, Colby acusou o brasileiro de tê-lo agredido com um soco no rosto e aproveitou a oportunidade para deslanchar críticas e xingamentos contra os brasileiros. Mesma postura que ele adotou quando, de passagem pelo país, se desentendeu com torcedores após vencer Demian Maia em São Paulo.

“Hey, Fabrício, você é um idiota. Vai se f… Você está acabado, seu velho. Seu viado. F… você e f… o Brasil. Lugar de animais. Lugar de animais”, bradou no vídeo, enquanto alegava ter recebido um soco no rosto do peso-pesado.

Em vídeo também divulgado na internet, é possível ver o brasileiro exaltado e, com o dedo em riste, falar coisas imperceptíveis para o americano, que andava para trás acuado. Em certo momento, o gaúcho se irritou e atirou uma sacola plástica na direção do oponente, que tratou de entrar no hotel.

“Esse cara é realmente abusado. Eu desci com meu mestre [Rafael Cordeiro]: “Mestre, vamos cortar o cabelo e fazer a barba”. Estávamos no lobby e eu nunca tinha visto esse cara antes. Quando passei por ele, ele olhou para mim e disse : “Animais brasileiros”. E eu olhei como: “Ei”. Eu bati no celular dele e perguntei: “O que você disse?” Então ele me chutou a perna, mas consegui defender. Então os caras entraram no meio e não teve mais nada. Mas ele me chutou, ele é atrevido. Eu poderia ter me machucado”, narrou em entrevista.

“Se eu tivesse batido na cara dele, ele estaria no hospital. Certamente. Não houve nenhum soco, ele está viajando” analisou Werdum, que se adiantou em tentar explicar o motivo da tamanha polêmica na postura do meio-médio (77 kg) americano, que recentemente também provocou Tyron Woodley e Jon Jones.

“Eu não sei por que ele insiste neste erro de falar dos brasileiros … Eu não entendi. […] Ele quer mídia, quer imitar o Conor McGregor. Ele parece ridículo da maneira que ele faz. Eu não acreditei quando ele disse. Eu não acreditei. Eu bati no seu telefone e ele deu um passo para trás e me chutou. Ficamos discutindo e ele continuou gritando que os brasileiros eram animais”, finalizou.


Saiba mais: Tudo Sobre MMA