Header Ads

Máfia irlandesa coloca recompensa de R$ 3,4 milhões pela cabeça de Conor McGregor

____________________________

MMáfia irlandesa coloca recompensa de R$ 3,4 milhões pela cabeça de Conor McGregor 


Conor McGregor pode estar afastado do octógono desde novembro de 2016, quando conquistou o cinturão dos leves (70 kg), mas ainda assim dá o que falar por onde passa.

O atleta teria ido a um pub irlandês nesse domingo (26), em Dublin (Irlanda), onde supostamente se envolveu em uma briga com outros três homens. De acordo com o site ‘Daily Mail’, a polícia está ciente das agressões no local e investiga a participação do campeão do UFC.

Testemunhas que estavam presentes no local teriam confirmado o site que ‘The Notorious’ estava no pub no momento do incidente. Contudo, a polícia irlandesa afirmou que tem conhecimento da situação, mas nenhuma reclamação oficial sobre a briga foi feita.

O site informou que procurou representantes de McGregor, mas não obteve nenhum pronunciamento sobre a suposta confusão que poderia ter envolvido o lutador.

A última atuação profissional do irlandês foi em uma superluta de boxe contra Floyd Mayweather, na qual foi nocauteado no décimo round.

O próximo compromisso de McGregor pelo UFC deve ser contra Tony Ferguson, que é o campeão interino dos leves, para unificar a divisão.

Apesar de nenhuma confirmação oficial ter surgido ainda sobre o envolvimento de Conor McGregor numa briga num bar em Dublin, Irlanda, a mídia irlandesa está cobrindo o acontecimento com atenção redobrada.

Nesta quarta-feira, um jornalista criminal renomado no país, Paul Williams, declarou que o campeão peso-leve do UFC corre sérios riscos, pois teria brigado com pessoas envolvidas no tráfico de drogas local.

“Conor McGregor está num lugar muito perigoso neste momento. Ele entrou em conflito, embora provavelmente sem culpa própria, com um grupo de pessoas muito, muito perigosas que estão ligadas aos Kinahans (cartel de drogas irlandês). Essas pessoas não se importam com quem Conor McGregor é, o que ele representa, quão poderoso ele é. Eles vão arrastá-lo à fossa. Eu diria que, nas próximas 48 horas, se ele ainda estiver no país – e entendo que ele talvez tenha deixado o país – mas se ele ainda estiver no país, entendi pelas minhas fontes que a polícia vai abordá-lo para lhe dar um formulário GIM, que é uma Mensagem de Informação da Garda, para dizer a ele que podem haver ameaças à sua segurança. Esta é uma história enorme, e imagine o que faria com nossa reputação se este ícone esportivo nacional for atacado por um monte de gângsteres – declarou Williams durante o programa matinal que apresenta na TV local”.

O jornalista não parou por aí. Mais tarde, no mesmo programa, Williams reafirmou muito do que disse anteriormente e elaborou um pouco mais:

“Conor McGregor está potencialmente em perigo muito, muito sério, ouvi de minhas fontes e de olhar para o horizonte. Ele acabou se envolvendo – acidentalmente ou de outra forma – com umas pessoas muito, muito pesadas, ou algumas pessoas que são ligadas a algumas pessoas muito, muito pesadas, que podem apresentar uma ameaça muito séria à sua segurança, e potencialmente suia vida. E eu não digo isso de brincadeira”.

“E estas pessoas, você precisa lembrar, conforme estou dizendo, eles não se importam, não têm parâmetros, não têm limites, eles não discriminam entre se você é um ícone esportivo internacional ou apenas um homem na rua. Eles atiram em você, eles te machucam, eles fazem o que quer que queiram fazer. Acho que é extraordinário. E acho que nas próximas 24 a 48 horas, acredito que a An Garda Síochána (força policial civil da Irlanda) vai abordar Conor McGregor e dizer para ele, “À propósito, nós queremos informá-lo oficialmente que potencialmente sua segurança está em risco”,contou Paul Williams.

Os jornais irlandeses noticiaram o incidente do fim de semana num bar de Dublin sem citar o nome de McGregor, usando apenas a descrição “celebridade” e “famosa estrela esportiva irlandesa”.

O lutador alimentou os boatos ao publicar nas redes sociais um rápido vídeo com a legenda “a celebridade”, em que aparece com o rosto coberto por uma jaqueta e apenas os olhos à vista.

Segundo o jornal “Irish Sun”, o cartel Kinahan, um dos mais perigosos e conhecidos da Irlanda, estaria exigindo 900 mil euros (R$ 3,4 milhões) de “resgate” ao “astro esportivo irlandês” por ter socado o pai de um de seus membros durante a altercação.

A figura não seria o alvo do lutador, mas também foi golpeado no incidente. Porém, a publicação diz que a polícia ainda não teria notificado McGregor.

Em entrevista coletiva na terça-feira, Dana White, presidente do UFC, disse não acreditar que Conor McGregor estivesse de fato envolvido na confusão, mas garantiu que o problema seria contornável caso fosse verdadeiro.

Saiba mais: Combate e AG. Fight