Header Ads

Demian Maia comenta sobre disputa de cinturão: "Talvez não tenha outra chance"

____________________________

Demian Maia comenta sobre disputa de cinturão: "Talvez não tenha outra chance"


Atual primeiro colocado no ranking da divisão até 77 kg, e com uma sequência de sete vitórias consecutivas (nomes como: LaFlare, Magny, Nelson, Brown, Condit e Masvidal), Demian Maia, conquistou o seu tão almejado "title-shot". E disputa o cinturão dos pesos-meio-médios contra o campeão Tyron Woodley, neste próximo sábado, na co-luta principal do UFC 214.

Porém, a chance de lutar pelo título veio com um certo contratempo. Sendo que o brasileiro teve somente cinco semanas para se preparar a (talvez) luta mias importante de sua vida. Isso porque o paulista enfrentou e venceu Jorge Masvidal em maio, no UFC 211. O faixa-preta de jiu-jítsu também indicou sua idade (39 anos), como uma ressalva.

“A gente teve que se reunir pra decidir se iria aceitar a luta, foi o camp de treinamento mais curto que tive, mas a gente decidiu pegar essa oportunidade porque, talvez, não tenha outra chance. Mas deu muito certo o camp, minha equipe fez um trabalho excelente, estou muito bem preparado e essa semana ainda tem uma lapidação final. Conseguimos ter um sparring semelhante ao Woodley e treinamos muita repetição tática. Tem que ficar muito esperto, porque ele tem um poder de nocaute grande, um bom jogo de grappling, boa defesa de quedas e não é à toa que ele é o campeão”.

Maia também comentou sobre como vem se preparando para a importante disputa de título que vem pela frente, não só física mas psicologicamente também.

“Eu estou, realmente, encarando essa luta como se fosse qualquer outra, não como uma disputa de cinturão ou a única chance que eu tenho. Não posso me emocionar com isso e deixar meu foco sair do trilho. Na verdade, é mesmo uma luta como qualquer outra. Eu quase lutei com o Tyron há uns dois anos, chegou a ser conversado com o UFC, e a diferença de agora é que vale o título. O legado que eu estou construindo, com o jiu-jítsu, eu vou continuar fazendo. Então, não vai ser isso (ser campeão ou não) que vai mudar minha vida. Mas é lógico que, como profissional, é o que eu mais quero. Só não deixo isso influenciar no meu foco e equilíbrio pra essa luta”.




UFC 214
29 de julho, em Anaheim (EUA)

CARD PRINCIPAL (a partir de 23h, horário de Brasília):
Peso-meio-pesado: Daniel Cormier x Jon Jones
Peso-meio-médio: Tyron Woodley x Demian Maia
Peso-pena: Cris Cyborg x Tonya Evinger
Peso-meio-médio: Robbie Lawler x Donald Cerrone
Peso-meio-pesado: Jimi Manuwa x Volkan Oezdemir

CARD PRELIMINAR (a partir de 19h30, horário de Brasília):
Peso-pena: Ricardo Lamas x Jason Knight
Peso-casado (63,5kg): Aljamain Sterling x Renan Barão
Peso-pena: Renato Moicano x Brian Ortega
Peso-pena: Andre Fili x Calvin Kattar
peso-palha: Kailin Curran x Alexandra Albu
Peso-mosca: Eric Shelton x Jarred Brooks
Peso-leve: Josh Burkman x Drew Dober

Fonte: Combate