Header Ads

Resultado da luta: Joanna Jedrzejczyk x Jéssica Andrade - UFC 13/05/2017

____________________________

Resultado da luta: Joanna Jedrzejczyk x Jéssica Andrade - UFC 13/05/2017


Joanna foi a primeira a tomar a iniciativa e conectou um chute baixo. Jéssica ameaçou pegar a perna, mas a campeã desviou. Jedrzejczyk controlava a distância com chutes baixos e golpes no corpo. A brasileira começou a andar pra frente para encurtar a distância, conectando socos e fazendo Joanna recuar. A a polonesa acertou um chute baixo e Jéssica avançou com combinação de socos, levando a luta para a grade. A brasileira foi para o single leg e conseguiu a queda, Joanna tentou sair, mas Jéssica ficou por cima. A campeã se levantou e prensou a paranaense na grade. Ela inverteu a posição e as duas continuaram trocando joelhadas no clinche. Com um galo visível na testa, Joanna começou a receber o apoio da torcida enquanto Jéssica continuava andando pra frente. A campeã acertou um chute alto, outro passou no vazio, enquanto Jéssica sinalizava que não com a cabeça, esboçando um sorriso. Jedrzejczyk acertou um jab e a adversária encurtou a distância. A luta voltou para a grade e Jéssica conseguiu nova queda, no entanto, a oponente se levantou . A brasileira tentou um chute baixo, que foi devolvido pela polonesa, mas o round terminou.

Vídeo da Luta: Joanna Jedrzejczyk x Jéssica Andrade - UFC 13/05/2017 - 

No terceiro assalto, Joanna continuou controlando a distância com chutes baixos. Os golpes passaram a entrar com mais facilidade, mas ainda assim, Jéssica não desistia de andar pra frente. A campeã acertou um chute na linha de cintura, sentido pela brasileira. Elas clincharam e o duelo voltou para o centro do octógono. Bate-Estaca se mostrou menos agressiva, vendo suas tentativas de queda serem frustradas pela polonesa. Ela absorveu um jab, respondeu com chute na linha de cintura, porém levou mais dois socos no rosto. A atleta da Paraná Vale-Tudo trabalhou a esquiva, enquanto Joanna minava seu corpo, ora com golpes na linha de cintura, ora com combinações de jab e direto. No final do round, Jéssica conectou dois bons socos, travando a luta no clinche.


Era o último round - havia passado 20 minutos de duelo -, e o gás de Joanna, proporcionado por um invejável preparo físico, chamava a atenção. Desgastada, Jéssica tentava encurtar a distância par encaixar um golpe de misericórdia, na esperança de encerrar o combate. A dona do cinturão do peso-palha, no entanto, continuava se movimentando intensamente, controlando a distância e conectando golpes capazes de minar a resistência da brasileira. O córner de Jéssica gritava: “Não respeita, vai para cima”, mas a brasileira não conseguia aproveitar as investidas. Mostrando muito coração, ela buscou o nocaute até o final, trocando golpes no clinche - o relógio, porém, era seu inimigo. Joanna, então, conquistava assim a 14ª vitória da carreira e a quinta defesa de cinturão bem-sucedida.  

Oriunda de uma academia desacreditada, Jéssica Bate-Estaca se destacou pela raça e não se entregou diante da superioridade da adversária. Aos 25 anos de idade, ela declarou que ainda tem muito a evoluir e, quem sabe, poderá receber uma nova oportunidade no futuro. Por ora, o reinado de Joanna segue de vento em popa na divisão.

Saiba mais: Combate