Header Ads

Luke Rockhold propõe greve entre os pesos-médios do UFC: "Vamos nos unir"

____________________________

Luke Rockhold propõe greve entre os lutadores pesos-médios do UFC: "Vamos nos unir"


Sem lutar desde junho do ano passado, após perder o título da divisão até 84kg para Michael Bisping, em um nocaute ainda no primeiro round do evento principal do UFC 199, mais tarde, em novembro do mesmo ano foi forçado a abandonar uma luta contra Ronaldo "Jacaré", o ex-campeão dos médios do Ultimate, Luke Rockhold, volta a estar apto para competir.

Recentemente em entrevista, o lutador americano desceu o pau na nova diretoria do UFC, que comprou a organização em julho. Alegando que agora os casamentos de grandes só diretamente influenciados pelo retorno financeiro e não pelo mérito esportivo.

“No momento, o UFC está apenas correndo atrás de pagar a dívida (referência aos quatro bilhões pagos pela WME-IMG na compra do evento). Tentando botar superlutas que não fazem sentido”.

O ponto alto foi o atleta da AKA (mesma equipe de Cain Velasquez, Daniel Cormier e Khabib Nurmagomedov) sugerir aos demais atletas ranqueados da sua categoria de peso a aderir juntamente a ele uma greve. A ideia é uma paralisação total dos envolvidos, sendo que Rockhold chegou a citar nomes como: Yoel Romero, Gegard Mousasi e Robert Whittaker. O ex-campeão chegou até a cogitar uma rescisão de contrato com  o UFC, em extrema circunstância.

“Se não forem botar um título interino em jogo e não vão fazer o Bisping luta com um desafiante, não vou lutar com ninguém. Qual é o sentido sem eu, Mousasi, Yoel e Whittaker? Acho que todos nós deveríamos nos unir e dizer um “foda-se”. Botem o cinturão na linha ou não tenham uma divisão. Acho até que todos já estão em greve. Todos estamos esperando. Whittaker concorda comigo. Mousasi deveria, também".

“Ninguém está feliz com essa situação. Tenho certeza que o pagamento do Yoel não vai o manter por muito tempo. Digo, eles vão mesmo esperar até outubro pra fazer a luta do campeão com o GSP? Acho que ninguém estará interessado nessa luta até lá. Se for assim, podem me liberar do contrato que eu arranjo boas lutas em outro lutas. Se estou nessa empresa é para lutar com os melhores e se não houver um caminho até o título, estou fora. Me deixem ir”.

Fonte: Sexto Round