Header Ads

Demian Maia desabafa sobre chance pelo cinturão: “É difícil de entender”

____________________________

Demian Maia desabafa sobre chance pelo cinturão: “É difícil de entender”


Com uma sequência de seis vitórias consecutivas na categoria dos meio-médios (sobre nomes como: Gunnar Nelson, Matt Brown e Carlos Condit, ex-campeão interino), o brasileiro parece não estar com sorte em conseguir o seu tão merecido title shot (chance de disputar o título).

O atual campeão Tyron Woodley enfrentou o desafiante Stephen Thomspon no co-evento do UFC 205 de Nova Iorque, o duelo resultou em empate majoritário e foi remarcada uma revanche imediata. A mesma acontece no último sábado no UFC 209, ocasião onde Woodley manteve seu cinturão após um confronto equilibrado com “Wonderboy”.

Em entrevista, questionado se o UFC não o quer como campeão, Demian respondeu:

“Eu não sei (se o UFC não quer que eu seja o campeão), mas às vezes é muito estranho. Eu me lembro que quando enfrentei Gunnar Nelson estava assistindo a luta entre Robbie Lawler e Carlos Condit e já pensava em ser o próximo. Todos falavam sobre isso, mas eles me colocaram para enfrentar Matt Brown, e depois dessa vitória pensei: ‘Na próxima’, e aí veio o Condit, que venci com boa atuação, e depois o não de novo. Então eu não sei, e com as recentes mudanças na direção da companhia é difícil de entender”.

Após o UFC 205, em novembro de 2016, Demian chegou a declarar que o presidente do UFC, Dana White, o garantiu a vaga para próximo desafiante da divisão até 77 kg, após a revanche entre Woodley e Thompson. Questionado se confia na palavra de White, Maia preferiu dizer que está mais focado em sua próxima luta, contra Jorge Masvidal.

“Ninguém me disse que é 100% (de certeza lutar pelo cinturão), mas está meio claro. Não sei quem eles poderiam colocar (na minha frente). Está claro para todos que eu serei o próximo desafiante, mas só quero me concentrar na próxima luta. (…) Não posso pensar adiante, mas sim na próxima luta. Não posso considerar essa luta como um treinamento para o próximo combate. Enfrentarei um cara que nocauteou o Donald Cerrone e que é muito duro e com boas habilidades no boxe. Não é fácil encarar um cara como ele”.

Maia enfrenta Jorge Masvidal (sexto colocado no ranking da categoria) no UFC 211. Evento que terá como main event a disputa do cinturão dos pesos-pesados, entre Stipe Miocic e Júnior “Cigano” dos Santos, e no co-evento o confronto pelo título peso-palha feminino, entre a campeã Joanna Jedrzejczyk e a desafiante Jéssica Andrade. A edição numerada acontece no dia 13 de maio, em Dallas no Texas (EUA).


Fonte: Super Lutas