Header Ads

Cormier sobre Johnson: "Preciso tomar cuidado nos primeiros sete minutos"

____________________________

Cormier sobre Johnson: "Preciso tomar cuidado nos primeiros sete minutos"


Daniel Cormier (campeão dos meio-pesados) e Anthony Johnson (primeiro colocado no ranking da categoria) se enfrentarão mais um vez pelo cinturão da categoria "light heavyweight", será no evento principal do UFC 210, no dia 8 de abril (sábado), em Buffalo (NY). Nesta ocasião, Cormier já é o dono do cinturão e tentará sua segunda defesa de título e Johson está na posição de desafiante.

Ambos já enfrentaram também no main event do UFC 187, em maio de 2015, na arena do MGM Grand Garden. Na época, o ex-campeão Jon Jones foi obrigado a abandonar o cinturão linear da categoria por problemas com a lei fora do octógono. assim os dois tops da categoria lutaram pelo título vago da divisão.

Mesmo tomando um knockdown no primeiro round pelas mãos potentes de Johnson, Cormier conseguiu dominar praticamente quase toda a disputa com seu wrestling. Conseguindo um finalização por mata-leão no terceiro round e sagrando o campeão naquela noite. 

Em entrevista, o atual campeão da divisão até 92 kg do Ultimate, revelou que o primeiro confronto foi essencial para seu treinamento e estratégia da revanche:

“Preciso ser cuidadoso nos primeiros sete minutos. Eu senti o jogo dele durante 14 minutos, e sei a diferença da força dele do primeiro minuto, quando ele me derrubou, ao minuto 13. Posso me basear nessa experiência. É claro que no minuto 13 ele ainda é muito forte, mas não é a mesma explosão que existe no primeiro round. Então me preocuparei em ser muito atento e estar pronto desde o começo da luta, impondo meu jogo do início até vencer.”

Cormier também revelou que não se sente mais acomodado por já ter enfrentado "Rumble" uma vez, também revelando que não deixou de buscar por novos mecanismos ou estratégias para a segunda disputa, no próximo sábado (dia 8).

“Eu espero uma versão muito melhor do ‘Rumble’. Um cara que trabalhou nas áreas onde teve dificuldades, que estará confiante e tentará acabar com a luta. Sinto que cobrimos todas as bases. Trabalhamos muito nas áreas que tivemos dificuldades da última vez, e até nas áreas onde tivemos sucesso, evoluímos em todas as facetas”.

Fonte: UFC