Header Ads

Woodley: “Sou o melhor meio-médio que já lutou”

____________________________

Woodley: “Sou o melhor meio-médio que já lutou”


Não fazem nem sete meses que o americano Tyron Woodley conquistou o cinturão dos meio-médios do UFC sobre o ex-campeão Robbie Lawler, no UFC 201, em Atlanta (Geórgia). Porém, Woodley apenas fez uma luta em posse de seu título contra o desafiante Stephen Thompson, no UFC 205 em Nova Iorque, que resultou em empate majoritário após cinco rounds de batalha.

Mesmo com um curto período como campeão e um cartel razoavelmente acidentado com uma derrota consideravelmente recente contra os ex-UFCs, Rory McDonald e Jake Shields e até mesmo um revés por nocaute para o mediano Nate Marquardt no Strikeforce, em 2012. Não são empecilhos para Woodley se considerar o melhor lutador da faixa de peso até 77 kg a ter pisado em um octógono e até sua superioridade conta o canadense Georges St. Pierre, que foi o campeão mais dominante da história da categoria.

Em entrevista, “O escolhido” (como é conhecido) disse:  

“Não é que eu queira calar os críticos, mas eu sou o melhor meio-médio que já lutou no octógono e eu só preciso continuar vencendo para provar. Eu e meus treinadores sabemos que ocupo esse lugar atualmente. Eu sou mais completo e soco mais forte que o Georges St-Pierre, e ele era o melhor de todos os tempos. Então, sinto que eu tenho as ferramentas, a habilidade e tudo o que eu preciso fazer é continuar nocauteando eles um por um para eventualmente ser reconhecido como o melhor meio-médio que já lutou no octógono”.

No próximo dia 4 de março, no UFC 209, o campeão irá realizar sua revanche contra Thompson, onde prometeu dominar seu oponente nesse segundo encontro e após isso, começar a formular seu planos futuros na categoria ou fora dela.

“Obviamente, se eu não focar no Wonderboy, nenhuma dessas lutas vai acontecer. Ele que vai encarar o GSP, o Conor McGregor, o Demian Maia, o Robbie Lawler, o Jorge Masvidal. Eu vejo todas essas lutas no meu futuro, mas obviamente depois de passar por ele (Thompson) de uma forma dominante”, concluiu.


Fonte: Super Lutas