Header Ads

Werdum chama Cigano de “McGregor brasileiro”

____________________________

Werdum chama Cigano de “McGregor brasileiro”


A rivalidade entre Fabrício Werdum e Junior Cigano segue em alta. Após o catarinense ironizar dizendo que o gaúcho está confuso e não pretende mais ceder uma revanche, “Vai Cavalo” rebateu reafirmando o desejo de voltar a enfrentar Cigano, que irá disputar o cinturão dos pesados contra Stipe Miocic no UFC 211, em maio. De acordo com Werdum, ele iria ‘por fim’ ao estilo falastrão do rival.

“Não tenho preferência alguma. Perdi para os dois e adoraria dar o troco. Seja contra o Miocic ou contra o Cigano, meu objetivo é o cinturão, não importa contra quem. Agora, se for contra o Cigano, melhor porque vou impedir que ele continue querendo ser o Conor McGregor brasileiro. A maneira que ele tem falado ultimamente não é legal, não combina com ele. Não conheço ele, mas esse jeito de McGregor não fica bem nele. Para ser honesto, é realmente ridículo”, disse Werdum em entrevista.

Werdum também comentou as declaracóes de Cigano, que o acusou de ‘fugir’ em três oportunidades de um duelo entre eles. Para o ex-campeão, não existe essa história de ‘correr’ de adversário.

“O Cigano falou de mim, disse que eu fugi dele, que eu corri… Luto há 20 anos e vou correr do Cigano… Tenho que rir, né? É uma coisa que não faz sentido. Como vou ter medo de algum lutador? Lutar é o que eu mais gosto de fazer. Não existe isso. É igual quando falam que o Cain Velasquez tem medo de mim. Não existe essa coisa do medo, senão ninguém lutaria”, concluiu.

Curiosamente, Fabrício Werdum também retorna ao octógono no UFC 211. Ele enfrenta o norte-americano Ben Rothwell, e uma vitória pode colocá-lo próximo de uma nova disputa de cinturão.

Texto: Super Lutas