Header Ads

Cigano pede 4ª luta com Velásquez e descarta Werdum

____________________________

Cigano pede 4ª luta com Velásquez e descarta Werdum


Junior “Cigano” dos Santos terá mais uma oportunidade de conquistar o cinturão dos pesos-pesados em maio, contra o atual campeão da categoria, Stipe Miocic, no UFC 211, em Dallas (Texas). Porém, Cigano não demonstrou interesse nas últimas provocações de seu ex-rival e ex-campeão da faixa de peso até 120 kg, Fabrício Werdum, revelando que revanches já foram oferecidas ao gaúcho pelo menos três vezes, todos foram negadas. 

Em entrevista, o próximo desafiante ao título dos pesados ressaltou que o maior interesse atualmente pode ser do próprio Werdum, sendo que Junior está em um melhor momento na carreira e teria algo a mais para oferecer do que receber.

“Por que eu deveria lutar com esse cara (Werdum)? Ele negou me enfrentar por três vezes. Ele chegou a liderar o ranking da divisão, e eu pensei que poderíamos fazer uma boa luta. Mas agora, depois dele me descartar por três vezes, eu é que não quero enfrentar ele mais. Ele não acrescenta nada à minha carreira. Vamos ver no futuro, mas, segundo o UFC me passou, ele não quis lutar comigo por três vezes e o Overeem me negou duas vezes. Esses caras só querem me enfrentar quando eu ofereço algo de, realmente, bom para eles. Fora isso, eles sabem o que faço dentro do octógono. Estou chegando para ser campeão de novo”.

Cigano também demonstrou interesse em um quarto confronto com o ex-campeão da categoria, Caín Velásquez, sendo que o placar atual dos três duelos entre ambos está 2-1 para o americano com ascendência mexicana.

“Esta é uma luta que tenho certeza que gostaria de fazer de novo. Espero que ele possa se recuperar da cirurgia que fez. Quero lutar com ele novamente, sinto que tenho que fazer essa quarta luta. Depois da terceira vez, Cain disse que seria a última, mas ele estava errado. Não sei o que vai acontecer no futuro, mas espero que ele se recupere porque iria ficar muito feliz de enfrentá-lo de novo. As coisas são diferentes agora. É o momento da verdade”.

Fonte: Combate