Header Ads

Brunson inconformado: “Dizer que Anderson venceu é loucura”

____________________________

Brunson inconformado: “Dizer que Anderson venceu é loucura”


O peso-médio Derek Brunson parece não ter aceitado muito bem o resultado de sua última luta. Confronto em que enfrentou Anderson Silva no co-evento do UFC 208, no último sábado. Anderson saiu com a vitória por decisão unânime dos juízes após três rounds disputados, porém, Brunson não guarda sua indignação após ter revisto a luta e acreditar que sua vitória foi roubada.

“Você procura esses grandes momentos na carreira. Ouvi as reações das pessoas, ouvi gente dizer que ele ganhou 30-27, e essas pessoas são retardadas. Desculpem o meu palavreado, não é apropriado dizer isso, mas foi simplesmente ridículo. Dizer que Anderson Silva venceu é loucura, não tem como ele ter vencido. Esse era meu momento divisor de águas, de conseguir uma vitória significante. Noventa por cento das pessoas com quem conversei me disseram que venci, mas isso vai se evaporar eventualmente. Não vamos falar disso, vamos ver quem venceu e quem perdeu, não como a luta se desenhou. E isso é a coisa mais importante que tiraram de mim. A luta foi empolgante em alguns momentos, trocamos socos, tivemos clinches, ele me jogou joelhadas, eu joguei uppers tentando finalizar. Mas, independente disso, um momento divisor de águas na minha carreira foi tirado de mim. As pessoas disseram para eu parar de chorar e seguir adiante, mas não devo me importar? Depois dessa entrevista, planejo seguir adiante”.

O lutador americano em entrevista também aproveitou para exaltar o veterano brasileiro. “Spider” que com 41 anos de idade continua na ativa e lutando em alto nível:

“Nós aceitamos essa luta com pouco tempo de aviso. Anderson estava em ótima forma, vi um pouco de um "tanquinho" no Anderson e nunca tinha visto ele assim, acho que estava em ótima forma. Eu não estava. Tive que exigir muito do meu cardio, mudar minha dieta para entrar em forma contra esse cara que é um striker fenomenal. Treinei com uns caras que lutam no Glory (prestigiado torneio de kickboxing), com uns kickboxers fenomenais, treinei com Jon Jones, e eles não são o mesmo tipo de striker que o Anderson Silva. Este cara, quando você entra com um jab descuidado, ele responde e te apaga. É o que ele fez por toda sua carreira. Assisti à luta há 20 minutos, e não tem como ele ter vencido. Ouvi fãs dizendo que ele é velho, que eu devia ter feito mais, mas assistam à luta e pontuem como deveria ser pontuado. Você não recebe pontos por defender quedas. No primeiro round, acertei 39 golpes e ele me acertou oito. Acertei tipo 12 uppercuts no clinche do muay thai, e ele normalmente nocauteia nesse clinche. No terceiro round, pontuei mais que ele, 31 a 18. No primeiro e no terceiro, tive quedas. Então me diga quem venceu. Também ouvi dizerem que ele controlou a luta no primeiro round, nós ficamos parados dentro do octógono por dois minutos, eu não seria desleixado receberia um contragolpe. Não dominei, comecei a notar ele recuando, e nos dois minutos restantes, ele começou a recuar, controlei o octógono. Você pode dizer que ele controlou o último minuto, e se esse é o caso, ganhei o primeiro round por controle do octógono. Não tem jeito de ele ter vencido a luta, os juízes estavam apenas admirados com ele. Toda vez que ele se mexia, a plateia ia à loucura. É muito louco, é uma droga um lutador trabalhar tão duro e... Eu não devia ter aceitado essa luta. Não posso continuar salvando cards ou fazendo coisas que não deveria”.


Fonte: Combate