Header Ads

UFC corta treze lutadores de seu plantel

____________________________

UFC corta treze lutadores de seu plantel


A semana foi de dispensas no UFC. Ao todo, 13 lutadores tiveram seus contratos rescindidos com a companhia nos últimos dias. Entre eles, cinco são brasileiros. Além de Antônio “Pezão”, que saiu do Ultimate após quatro anos e 11 lutas, também estão de saída Caio “Monstro” Magalhães, Glaico França, Leonardo Leleco e Alberto Uda.

Caio Monstro vinha de dois maus resultados seguidos no Ultimate. O lutador estava na companhia deste 2012, mas foi derrotado por Josh Samman e Brad Tavares nas últimas vezes que entrou em ação.

Glaico França entrou no UFC após o TUF Brasil 4, em 2015, e fez só três lutas: venceu a primeira, contra Fernando Bruno, e perdeu as outras duas, frente a James Vick e Gregor Gillespie.

Já Leonardo Leleco e Alberto Uda estrearam na companhia no início do ano. Eles lutaram apenas duas vezes e perderam em ambas.

As demissões acontecem no meio de um processo de reformulação na companhia. Sob novos donos, a organização vem fazendo uma espécie de limpeza em setores de altos escalão da parte administrativa.

E esse processo agora esbarra nos atletas. Além dos brasileiros já citados, lutadores com certo nome na companhia foram dispensados. São eles: Shane Campbell, Kevin Casey, Cody East, Cory Hendricks, Enrique Marin, Tamdan McCrory, Kenny Robertson e Sean Spencer.