Henderson frustrado: "Senti que fiz o bastante para vencer"

____________________________

Henderson frustrado: "Senti que fiz o bastante para vencer"


A decisão unânime a favor de Michael Bisping na luta principal do UFC 204, em Manchester, deixou Dan Henderson contrariado. O veterano de 46 anos fez o último combate da carreira, teve grande atuação, mas não conseguiu convencer os jurados. Hendo confirmou a aposentadoria e lamentou o resultado. Ele acredita que fez o suficiente para ter deixado o MMA como campeão peso-médio (até 84kg) da organização. O americano se diz satisfeito com o que produziu em 20 anos de esporte, mas frustrado com seu último ato.

"Infelizmente essa foi a última luta, vai ser uma derrota no meu cartel. Mas eu deixei tudo lá dentro, senti que fiz o bastante para vencer a luta, mas infelizmente nem todos viram assim."

Ainda no octógono, Henderson usou como exemplo a situação dos rostos dos dois. Bisping de fato ficou com o rosto muito mais machucado e inclusive nem compareceu à sala de imprensa, tendo de ir direto para o hospital. Hendo não precisou.

"Talvez você precise me perguntar em alguns dias, mas sinto que, antes desta luta, me sentia satisfeito com o que conquistei no esporte. Mas obviamente havia mais uma coisa que queria fazer, trabalhei demais no camp de treinos e achei que estava pronto para conseguir. Agora estou um pouco frustrado, pois sinto que fiz o bastante e não recebi crédito. Mas é o que é, não há como mudar isso e tenho que viver com isso" - reforçou.

O resultado gerou controvérsia, principalmente a pontuação do jurado Andy Roberts, que marcou 49 a 46 para Bisping, com o inglês vencendo o segundo round, onde levou um knockdown. Os demais assaltos foram unânimes: o primeiro para Hendo; terceiro, quarto e quinto para o campeão. Na opinião do veterano, ele venceu três rounds (1,2 e 5) e deveria ter sido declarado vencedor por 48 a 47 ou 48 a 46 (com um 10 a 8 no primeiro assalto).


Share on Google Plus

About Writer

UDMM - Mundo das Lutas - Eventos do UFC, Notícias e muito mais - Desde 2014.