Werdum pede desculpas e explica agressão

____________________________

Werdum pede desculpas e explica agressão


A vitória de Fabricio Werdum sobre Travis Browne, no UFC 203, em Cleveland (EUA), acabou sendo ofuscada por uma atitude do brasileiro: assim que a peleja terminou, o treinador do havaiano, Edmond Tarverdyan, veio tirar satisfações com o gaúcho, que acabou respondendo com um chute. Werdum disse que não chegou nem a atingir o técnico, e revelou que até Dana White o isentou de culpa.

“O técnico dele estava muito descontrolado. Se vocês repararem, nos rounds ele ficava me xingando e xingando a minha mãe. Quando acabou a luta, eu estava feliz pela vitória mas não tinha me esquecido completamente daquele negócio do técnico. E ele veio muito agressivo, por trás, e me xingou de novo. E como ele veio muito forte e eu sei que ele é um professor de boxe, eu mantive a distância. Na real, a minha reação foi manter a distância, eu não queria que ele se aproximasse. E eu vi depois a fita, o chute nem pegou. Até o Dana White falou pra mim que aquilo era normal. Eu não sou de fazer tumulto, mas também não levo desaforo para casa”.

“Não faria aquilo em outra situação. Já pedi desculpas para os fãs, nada justifica a minha reação. Mas imagina aquela situação, de uma luta tensa, e o cara chega me xingando. Agi por instinto. Eu tinha acabado de lutar, estava na pilha. Não peço desculpas a ele, mas aos fãs. Esse cara já é mal visto, tem muitas histórias. Até a mãe da Ronda botou no livro dela que odeia ele. Esse cara já tem antecedentes. Mas nada justifica a minha postura”.


Share on Google Plus

About Writer

UDMM - Mundo das Lutas - Eventos do UFC, Notícias e muito mais - Desde 2014.