MMA para principiantes #1 – Uma longa história...

____________________________

MMA para principiantes #1 – Uma longa história...como começou:


Por Sheila Cruz
Olá, caros leitores e amantes do MMA. Tudo bem com vocês?
Já escrevi alguns textos aqui no blog, mas nunca me apresentei. Então vamos
reparar esta falta.
Meu nome é Sheila, tenho 20 anos, estou no último ano do curso de Letras (ainda bem que é o último), sou meio nerd, cinéfila e, atualmente, blogueira (rs). 
Então todas as semanas estarei aqui com a coluna: MMA para principiantes. O principal objetivo será ajudar você, jovem Padawan, que gosta do esporte, mas não entende nada, ou entende muito pouco, sobre ele. E para as garotas que assistem as lutas não ficarem perdidas, argumentando apenas sobre os atributos físicos dos lutadores (e que atributos, ok... continuando). 
Vamos começar do princípio. MMA é um vale tudo, certo? ERRADO. MMA, que significa Artes Marciais Mistas (do inglês: mixed martial arts), se originou na luta livre, mas muitas coisas mudaram desde então. 
O MMA que vemos hoje, em torneios como o UFC, se originou nos anos 90 e se solidificou nos anos 2000, com a criação de regras que, pelo menos na teoria, garantem a integridade física do lutador. Já a integridade moral é melhor nem comentarmos agora. 
Atualmente o MMA ganhou admiradores no Brasil, o que, talvez, leve as pessoas a acreditar que ele é uma novidade, mas não é bem assim. Historicamente os gregos (sempre eles) já praticavam um esporte, com um formato muito parecido com o que o MMA tem hoje, em 648 d.C. Era chamado de pankration. 
Mais tarde, já no século XIX e, após a Primeira Guerra mundial, no século XX, pertinho de nós, também há registros de combates usando diferentes tipos de luta. Dentre elas podemos ressaltar jiu-jítsu, a luta livre, a luta greco-romana e algumas outras. Especificamente no Brasil, o vale tudo surgiu em 1920 com o “Desafio Gracie” (essa é uma longa história, aguarde os próximos capítulos). 
Não nos convém hoje contar detalhes a respeito da família Gracie, mas eles foram decisivos na propagação e popularização do MMA por aqui. Só para você ter uma ideia, olhe o marketing da academia de um dos rapazinhos da família: 
"Se você quer um braço quebrado ou costela, entre em contato com Carlos Gracie esta questão."
Finalmente, em 1993, há 22 aninhos atrás, nasce o nosso queridinho: o UFC. E adivinha quem o criou? Isso mesmo, um descendente dos Gracie, mais especificamente Rorion Gracie e seu amigo Robert Meyrowitz. 
A partir daí começaram a surgir algumas regrinhas, entre elas, a que mais gosto, diz assim: 
“Lutadores que não demonstrarem agressividade ou combatividade, serão advertidos e a luta reiniciada”
Ou seja, se for pra se comportar como uma moça, nem vá até lá. Mas vamos falar mais sobre as regras dos torneios de MMA na próxima semana. 
Então, se você gostou do texto, deixe seu like e seu comentário. Se você não gostou, deixe-nos a sua crítica. Sabe mais alguma curiosidade sobre a história do MMA? conte pra gente. 
Aguardo, ansiosamente suas dicas e sugestões de temas para as próximas semanas. 
Um abração! Nos encontramos por aqui, novamente, a semana que vem. Até lá.

Share on Google Plus

About UDMMA - Mundo das Lutas

UDMM - Mundo das Lutas - Eventos do UFC, Notícias e muito mais - Desde 2014.